Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
 
  • jun 29 2012

    Edição 124 – Gerando os principais arquivos do fisco pelo WinMFD2

     Caro Partner e Desenvolvedor de Software,

    Iniciamos com o Flash Tip 122 um pequeno tutorial sobre o aplicativo WinMFD2, até agora abordamos os seguintes assuntos:

    • Instalação do Aplicativo;
    • Configuração de modelo e porta de comunicação da impressora;

     
    Já no Flash Tip 123, partimos para a extração dos dados da memória fita detalhe da impressora, com base nos dados:

    • Download da MFD;
    • Conversão do arquivo .MFD, para .TXT.

    Agora no ultimo Flash Tip dessa série, abordaremos a geração dos relatórios fiscais disponíveis no WinMFD2.
    Lembrando que o processo de download já foi apresentado anteriormente, vamos focar nossa atenção á execução de cada relatório fiscal separadamente.

    Através do WinMFD2, podemos extrair os seguintes relatórios fiscais: Sintegra, Cat52 (Nota fiscal paulista), SPED fiscal, e Arquivo MFD (Ato cotepe 17/04).

    Você pode acessar o menu de emissão destes relatórios conforme mostramos na tela abaixo:

     

     

     Relatório Sintegra

     

    O relatório Sintegra por padrão é sempre mensal, neste caso, o download da MFD executado deve possuir pelo menos um mês completo como período para a geração correta do relatório.
    Depois de definir o arquivo Origem, você deve definir o arquivo destino em que será gerado o relatório.
    A partir disso é só escolher a data do relatório e preencher os dados da empresa.
    È possível também definir quais serão os registros presentes no arquivo gerado, já que alguns estados não exigem a emissão do relatório completo.
    Após a geração o arquivo .txt gerado é apresentado na tela pelo WinMFD2 para visualização prévia.

    Ato cotepe 17/04

     

    Os relatórios do Ato Cotepe 17/04 pertecem ao menu fiscal do PAF ECF, mas também são exigidos em alguns estados como o Rio de Janeiro, por isso o WinMFD2 incorpora essa função, facilitando e poupando tempo na geração dos dados da impressora do cliente.

    O processo de extração é simples e segue a mesma linha do relatório Sintegra, a diferença encontra-se no período de geração dos dados, que pode possuir um período de data maior ou menor (definido de acordo com a necessidade do usuário).

    È importante salientar que dentro do ato cotepe 17/04 temos várias estruturas de arquivos que devem ser definidas de acordo com a necessidade do cliente, neste caso, na opção CMD da janela acima você poderá definir os tipos de relatórios abaixo:

    0 – MF, 1 – MFD,2 – TDM, 3 – RZ e 4 – RFD

    Outra Observação importante é que o WinMFD2 ainda permite que o arquivo gerado já tenha a assinatura EAD incorporada, uma das exigências para a entrega dos arquivos.

    Relatórios CAT 52 (Nota fiscal paulista)

     

    O estado de São Paulo foi o primeiro a exigir a entrega deste tipo de arquivo, porém atualmente vários estados também aderiram ao programa (Distrito Federal e Sergipe também são exemplos).

    O relatório da CAT 52 pode ser emitido de três formas diferentes:

    1º Extração diretamente da impressora (exclusivo para térmicas);
    2º Extração á partir do download da MFD;
    3º Extração á partir do arquivo .rfd (usado em impressoras matriciais).
    (neste caso o modelo da impressora configurado no aplicativo deve ser obrigatoriamente a MP
    2000 TH FI).

    O padrão de relatórios da Nota fiscal paulista é sempre de geração diária, para facilitar a extração dos dados, você poderá definir um período (data inicial e final) e os arquivos deste período serão gerados automaticamente. Infelizmente este processo só é possível nas impressoras térmicas, já que no caso das matriciais o arquivo .rfd criado é diário sendo possível somente a leitura e criação de um relatório por vez.

     SPED Fiscal

     

    Os dados do relatório SPED contemplam várias informações além do que pode ser extraído da impressora fiscal. Para facilitar a montagem deste complexo relatório criamos esta rotina que também implementada no WinMFD2. Dessa forma, o tempo pra montagem do arquivo completo é menor já que vários dados do ECF podem ser extraídos já no formato padrão exigido pelo fisco.

    Seguindo a mesma linha dos demais relatórios, o SPED pode ser gerado, tanto diretamente da impressora, quanto a partir do download da MFD.

    È necessário informar alguns dados para geração do arquivo que não estão presentes na impressora são eles: PIS , Cofins e CFOP, além disso você pode definir o perfil em que o relatório será gerado escolhido entre as opções : A, B e T (Todos os registros).

    O período de leitura também é feito por intervalo de datas, e a escolha será de acordo com a necessidade do cliente.

    È importante salientar que também é possível gerar um relatório “completo” do SPED fiscal marcando a opção Sped Completo ainda na janela de geração do arquivo, no entanto esta opção permite que o arquivo seja criado com a adição de outros registros em branco, dessa forma será necessário somente a inserção dos dados que não pertencem ao ECF para conclusão do relatório.

    Com isso terminamos a série de Tips sobre o uso do WinMFD2.

    Caso tenha dúvidas entre em contato conosco!

    Um forte abraço!

    André L. Schikovski
    Suporte ao Desenvolvedor
    Bematech Software Partners - BSP
    Tel.: 0800 644 SBSP (7277)
    E-mail/MSN: andre.schikovski@bematech.com.br
    suporte@bematech.com.br

     

    Sintegra,CAT52,SPED,MFD,WinMFD2

     

Nenhum comentário

Faça Login ou Cadastre-se para comentar

 

Copyright © 2011 Bematech S.A. Todos os direitos reservados.

Powered by Cinq Technologies